11 março 2010

DESAFIO JOVEM: ZOMBAR x EVANGELIZAR (de Lucas Monteiro)

Como jovem, passamos por muitas situações em nosso dia-a-dia que identificamos como provações. Uma delas é o medo de expormos nossa fé e evangelizarmos um grupo de amigos que só fala o que não presta.

Como um bom cristão, no mínimo deveríamos nos sentir incomodados em participar desse tipo de conversa. Por mais que a gente esteja no meio dos escarnecedores (pessoas que zombam, desprezam, falam mal dos outros) e participe com eles de alguns comentários, é bem provável que, depois, o Espírito Santo pese isso em nosso coração e nos constranja.

Bom, se você tem esse sentimento, isso é um bom sinal! Sinal de que o Espírito Santo vive em você e uma das funções dEle é nos fazer sentir mal quando fazemos coisas erradas (pecado). Graças a Deus por isso!

Mas o ideal nisso tudo é não deixar que a gente caia nesse contexto. Como diz em Salmos, capítulo 1, versículos 1 e 2:

1 Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

2 Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

No versículo 2 está a condição ideal: meditar na palavra de Deus em todos os momentos. Sendo assim, uma boa conduta cristã é não participar dessa rodinha.

Agora, aí vai a real situação:

Você está com seus amigos, vamos dizer, você e mais 3 e você simplesmente se depara com a situação e percebe que está no meio da roda de escarnecedores e todos eles, dando risada. Aí você pensa, o que fazer?

1- Se eu sair da roda, vou ser visto como chato, quadrado, até mesmo falso;

2- Se eu permanecer aqui, eles vão continuar sendo meus amigos, mas uma hora ou outra, eu vou ter que falar alguma coisa, senão eu vou ser o estranho.

Na 1, não vou pecar, na 2, vou pecar.

Eu penso que se você está no meio dessa roda e muitas vezes não há o que fazer ou como sair, porque não permanecer sem pecar e até mesmo usar essa situação para evangelizar?

Você se limita a fazer comentários desprezíveis e ao invés disso, admite uma postura crente. Não significa que você vai bater de frente com o que estão falando, afinal de contas, você está sozinho e irá ser motivo de “chacota”. Mas você se coloca diante de Deus antes de falar qualquer coisa e fala apenas coisas que venham a acrescentar, ou impor sua postura cristã, sua posição a respeito do assunto. No caso, será diferente da deles, mas de uma forma inteligente e não careta. Se eles começarem a discordar, pelo menos você tem sua personalidade e é autêntico (fala no quê acredita).

Garanto para você que mesmo que um ou outro seja contra, ou até zombe do que você disse, mesmo assim, você ganhou o respeito! E se um dia, algum deles precisar de uma ajuda, ou conselho, eles irão até você. Por quê? Porque você é uma pessoa que tem responsabilidade no que fala, não faz comentários bobos. Além disso, agrada o seu Deus, o que é o mais importante para nós jovens.

Dica: Às vezes você pode pensar, por que não evangelizar batendo de frente com as coisas erradas que estão me falando? Bom, se você bota fé que vão te ouvir, manda ver! Agora, posso dizer que se eu estiver num grupo de escarnecedores, prefiro agir da maneira que citei aqui. Com calma, às vezes simplesmente não participando de comentário algum, às vezes dando minha opinião sincera a respeito do que penso. Mas eu prefiro não bater de frente e expor minha fé de forma tão acentuada. Se você se encontrar numa situação a dois (você e mais um), garanto que a pessoa irá te ouvir de outra forma e aí sim é uma oportunidade de evangelizar mais a fundo. Pode mandar ver, aproveite e tente se lembrar de todos os ensinamentos bíblicos que você sabe. Ninguém zomba do outro se não tiver outras pessoas para ajudá-la.

Be the change you want to see in the world!

Seja a mudança que você quer ver no mundo!

4 comentários:

Galho disse...

Muito bom! Matéria inteligentíssima e de muita importância para nós, além de se tratar de uma situação real e diária.
Valeu Lucão!

nilo disse...

Com certeza.
Quem não passa, ou passou por isso?
Nessas horas você tem que mostrar seus princípios, mostrar quem é você e a quem você segue!
Boa palavra.

Abraço.

Anônimo disse...

Evangelizar não é convencer os outros sobre a palavra de Deus.
Ao invés de ficar se preocupando com o que você tem que falar, se deve participar da rodinha ou não, acho que vale muito mais a pena NÃO JULGAR ninguém, antes de tudo.
Esse texto, o autor faz uso de termos extremamente moralistas, sendo que, acredito eu, ele próprio não siga muito bem os verdadeiros mandamentos da bíblia.
Uma atitude como essa, do Lucas, de fazer diferença entre os crentes e os "não-crentes", chamando estes de "escarnecedores", já mostra que, de fato, quem precisa ser evangelizado é o próprio autor do texto.
Lucas, reveja seus conceitos, e lembre-se que AMAR e ACEITAR o próximo vem acima de tudo. A evangelização vem como conseqüência.

Anônimo disse...

Se formos pensar nas nossas atitudes, acho que vc, Lucas, esta muito equivocado, por que mtas das nossas atitudes nao condizem com o que Deus manda e fora isso a única atitude que realmente devemos tomar que é o EVANGELIZAR ou melhor, mostrar o JESUS para as outras pessoas vc ignora .... realmente avalie-se quanto ao seu comportamento!
E EU PREFIRO MUITO MAIS SER CONSIDERADA QUADRADA E ATE MSMO CHATA DO QUE DESAGRADAR O MEU DEUS E PREMANECER NA "RODA DE ESCARNECEDORES" !