21 maio 2010

Meditação

Li uma passagem da bíblia ontem e me senti incomodado pra compartilhar com vocês. Sabe aquela coisa de abrir a bíblia ler a primeira coisa na qual você bate o olho? Então:

"Não se ponham em julgo desigual com descrentes. Pois o que tem em comum entre a justiça e a maldade? Ou que comunhão tem pode ter a luz com as trevas? Que harmonia entre Cristo e Belial? Que há de comum entre o crente e o descrente? Que acordo há entre o templo de Deus e os ídolos? Pois somos santuário do Deus vivo. Como disse Jesus:
"[...]saiam do meio deles e separem-se", diz o Senhor.
Não toquem em coisas impuras, e eu os receberei.". (2 Coríntios: 14-17)

"Amados, visto que temos essas promessas, purifiquemo-nos de tudo o que contamina o corpo e o espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus". (2 Co 7:1)

Meditem.
Abraço, fiquem com Deus. Bom final de semana.

4 comentários:

Danilo disse...

FORÇA GALHO
ESTAMO JUNTO NESSA, E EM TODAS!

Pr.Clésio disse...

Realmente esse texto é bem forte e é para todos nós pensarmos! O problema não é ter amizades com pessoas que não professam a mesma fé. O problema é quando essa amizade nos leva a praticar ações que fogem aos princípios cristãos. Por isso a Bíblia tem que ser o nosso padrão de procedimento.

Jovens disse...

Concordo Pr.Clésio.

"Purifiquemo=nos de tudo o que contamina o corpo e o espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus"

Anônimo disse...

...em dias tão difíceis é incrível ver que os remanescentes que se dispõem a ouvir e a viver conforme a vontade de Deus. Vale a pena SEMPRE.
;P